TST – Rede de lanchonetes e assédio moral comprovado. Condenação.

A Segunda Turma do TST condenou loja do interior de São Paulo, pertencente a uma grande rede de lanchonetes, a indenizar ex-funcionária por assédio moral praticado pelo gerente. As acusações de que “palavras como “inferno” e “bando de porcos que não sabem trabalhar” eram comuns no ambiente de trabalho e “que o gerente se dirigia a ela com comentários maliciosos e investia em contatos físicos”, teriam restado comprovadas. E, para a relatora, ministra Delaíde Miranda Arantes, além da manutenção da decisão do TRT/MG, “os reflexos pessoais da conduta do gerente - que teria levado ao pedido de demissão da atendente, e o elevado porte econômico da Arcos (capital social de R$ 376 milhões) justificariam o aumento do valor da indenização”. Para mais informações: https://www.tst.jus.br/web/guest/-/rede-de-lanchonete-%C3%A9-condenada-por-ass%C3%A9dio-moral-comprovado-contra-atendente

TST – Rede de lanchonetes e assédio moral comprovado. Condenação.