TST – Asbestose. Morte por aspiração de amianto. Indenização majorada.


Herdeiros de advogado, ex-funcionário de empresa fabricante de produtos com amianto e que faleceu de asbestose (causada pela aspiração de amianto), obtiveram a majoração da indenização deferida pelo juízo de 1º. Grau, de R$10.000,00 para R$250.000,00 reais.


A Segunda Turma do TST, por unanimidade, “considerou a gravidade da asbestose, o grande porte econômico da empresa e sua conduta omissiva durante muitos anos”.


O relator do recurso, ministro José Roberto Pimenta, “considerou o valor fixado nas instâncias ordinárias muito aquém das indenizações deferidas em casos semelhantes e afirmou que os elementos apontados na sentença como concausa para a morte do empregado não são suficientes para diminuir o valor da indenização por danos morais, tendo em vista que o advogado faleceu por grave insuficiência respiratória quando tinha asbestose”.


Para mais informações:

https://www.tst.jus.br/web/guest/-/filhos-de-advogado-que-morreu-com-doen%C3%A7a-relacionada-ao-amianto-ser%C3%A3o-indenizados

 
 

Publicações recentes