Dispensa arbitrária e discriminatória - Reintegração da reclamante.


Reclamante portadora de doença indiscutivelmente grave. Dispensa imotivada e discriminatória. Tentativa de atribuir conduta profissional inadequada à reclamante a fim de justificar sua demissão. Nulidade da demissão e reintegração da reclamante no exercício das suas mesmas funções e na mesma unidade de atendimento, observados os mesmos horários de trabalho e mantidas todas as condições contratuais originalmente pactuadas. Condenação da reclamada em litigância de má-fé.


Confira a decisão:


Dispensa arbitrária e discriminatória Re
Download • 334KB


 
 

Publicações recentes